Superman

Em pouco tempo as sociedades se deparam com um novo cenário, uma nova realidade, os costumes velhos agora dão lugar aos novos, e assim a cultura muda. Novas identidades culturais são inseridas nas sociedades e não é diferente com os filmes, que vão mudando ao longo dos anos (de acordo com o contexto de sua época).

Super-homem, um personagem de quadrinhos que foi adaptado algumas vezes para o cinema, para o vídeo game e para o rádio é um exemplo de mudança cultural. Ele foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster dois amigos que tiveram a brilhante ideia de inventar um herói diferente de qualquer outro que existia, esse herói era forte, rápido e pulava prédios e pontes com apenas um salto.Sua primeira publicação foi em 1938, na revista “Action Comics”.

Na época de seu surgimento, os Estados Unidos recuperavam-se de uma grande depressão, então ele surgiu no intuito de fazer as pessoas acreditarem em dias melhores, ele conseguiria vencer tudo com a sua super força, super velocidade e sua habilidade de voar.

O super-homem era um alienígena que nasceu no planeta Krypton, veio para a terra ainda bebê e foi criado por uma família de fazendeiros. Esse super-herói defendia a todos, porém usava uma identidade secreta, se passando por Clark Kent, um jornalista tímido e fraco, um ótimo disfarce para um herói. Quando Clark Kent precisava se trocar recorria a lugares escuros ou cabines telefônicas.

Imagem

Suas histórias agradaram várias gerações, tanto as crianças, os jovens e os adultos gostavam de ler, era um herói para todos, defendendo as pessoas e evitando os crimes das cidades. O super-homem inspirou várias outras histórias de super heróis. Até as meninas gostavam dele, pois ele possuía um lado romântico quando se envolvia com a personagem Lois Lane. Assim podemos ver que o super-homem virou um símbolo cultural que até hoje é usado como referência de super heróis, contudo o super-homem que conhecemos não é o mesmo que surgiu, ele sofreu algumas modificações desde sua primeira aparição.

Uma das primeiras mudanças que notamos são seus poderes, depois que o super-homem foi adaptado ao cinema seus poderes foram ganhando mais força. Entre os anos de 1970 e 1980 podemos ver a maior alta dos seus poderes, eles eram tantos que ficava impossível criar situações complicadas para ele resolver, assim eles começaram a diminuir suas forças para deixar ele mais “humano”, essa era uma coisa exigida pelo público, que desejava um personagem mais real, que tivesse dificuldades na hora de resolver os problemas. Todo herói possui uma fraqueza, e com o super-homem não era diferente, uma pedra era capaz de diminuir seus poderes, a chamada Kryptonita.

Imagem

O super-homem ganhou cinco adaptações para o cinema, no qual a sua última foi lançada recentemente: “O homem de aço”. Sua primeira versão foi em 1948, chamada “Superman”, era um longa que possuía 15 episódios. O segundo filme foi em 1951, “Superman and the mole man”. O terceiro foi lançado 27 anos depois, em 1978, foi uma quadrilogia que acabou em 1987. O quarto foi um fracasso, lançado em 2006, chamado “Superman – o retorno”.  E o quinto foi lançado esse ano, “O Homem de aço”.

Ao longo de sua trajetória no cinema, a roupa que era marca registrada do herói foi se modificando para se adaptar as mudanças culturais. No começo ele usava uma roupa toda azul claro, com uma capa vermelha e por cima da roupa uma cueca vermelha, a roupa azul foi escurecendo aos poucos e sua cueca foi diminuindo. No último filme lançado, “O homem de aço”, a cueca por cima da roupa some e seu uniforme azul esta bem mais escuro e mais justo, essas mudanças foram causadas pela cultura que estamos vivendo, as roupas mais justas mostram o corpo em forma, a cueca deixou de ser bonita passando a ser brega e o super-homem é um herói moderno, um símbolo masculino, assim tirou a sua cueca e mostrou seus músculos.  Seu antigo uniforme foi substituído por algo mais moderno, onde sua força se mostra mais visível.

Imagem

Assim podemos notar que as mudanças culturais são fundamentais para que a história continue agradando as novas gerações, contudo é lógico que a ideia fundamental não muda, o que muda é o jeito que é contado, as atuações e suas características (tanto as roupas quanto à beleza do ator).

Fonte:

Caso alguém queira saber mais sobre a trajetória do super-homem no final desse site encontra-se um documentário sobre o herói.

http://www.vortexcultural.com.br/cinema/critica-olhe-para-o-ceu-a-incrivel-historia-do-superman/

Anúncios